De Pequi pra Águia.

O mundo é mutável, as pessoas são mutáveis, os relacionamentos são mutáveis. Então, porque resistir tanto à mudanças? O medo da exposição do que se traz por dentro, às vezes nos transformam em inúmeros Pequis. Vários espalhados pelo mundo. Sorte daqueles que conseguirem chegar ao nosso núcleo.
Parênteses: Pequi é um fruto cheio de espinhos por dentro e de núcleo doce.
Já dizia a maravilhosa Martha Medeiros, "desejes alguma mudança. Uma que seja necessária e não te pese na alma". Ultimamente andei percebendo que precisava desejar isso. Precisava desejar ser mais eu e menos o que planejaram pra mim. Precisava dar voz as inúmeras "eus" que gritavam aqui dentro. Queria dar voz ao eu mulherzinha, ao eu mulherão, ao eu carinhosa, ao eu rebelde. Queria dar voz àquela que sempre pediu os holofotes, mas que sempre os teve negado: EU.
É duro ser um Pequi. É duro ouvir que a gente espeta só de alguém chegar perto. Mais duro ainda, é saber que isso é auto defesa, porque um dia você foi só núcleo e fizeram de você um suco. O trocadilho é péssimo, mas é válido. Se você não entendeu, recomece o texto. Do contrário, garanto que se identificou.
Todo mundo tem um personagem e faz uso deles 99% de seu tempo. O garanhão, a descolada, a desgarrada, o desentendido. Todo mundo tenta ser aquilo que lhe convém. Ou o oposto daquele (a) que deita em seu travesseiro. E personagens são criados em uma soma de bofetadas, incertezas e inseguranças que juntamos durante nossas vidas. E pode dizer que eu tô ficando louca e que não tenho mais o que fazer. Mas a verdade é uma só: você pode fazer qualquer um duvidar se o que você aparenta é ou não um personagem. Mas 'ninguém nunca tem dúvidas sobre si mesmo'. Você sabe o que te constrói e o que te corrói. E para não corroer, buscamos uma mudança. De pensamento, de atitude. E não digo que é fácil. Mudar é duro, mas pode ser tão doce quanto seu núcleo. É melhor não dar chance à corrosão.
Sabe, a águia depois de um certo tempo de vida, tem uma escolha a fazer: ou vira presa fácil, ou se dá direito a um retiro. Por quê? Porque depois de um tempo, 35 anos exatamente, seu bico naturalmente vai encurvando, juntamente com suas garras e suas penas se tornam pesadas. Então ela escolhe: ou dá sopa pra malandro ou então se esconde no lugar mais alto que puder e começa sua transformação.
A águia quebra seu próprio bico e ele se regenera. Com o bico regenerado, ela arranca as próprias garras, que se regeneram. Daí, ela arranca todas as penas velhas que pesam em seu corpo. Resultado: uma águia novinha em folha.
Não estou dizendo para ninguém sair por aí se quebrando esperando regeneração. Estou dizendo que somos frutos e não águias. Estou dizendo que você deveria se inspirar nela, como eu ando fazendo.
Existe uma hora na vida de cada um em que paramos para decidir se vamos virar alvo de pisões, chutes e apunhaladas, ou se vamos nos retirar. E se retirar não significa fugir da raia. Significa entrar nela pra valer. Significa criar coragem para remover os espinhos da sua casca e mostrar que seu núcleo é doce sim, não importa o que já tenham feito dele. E isso dói. Talvez mais que apanhar da vida. Mas é melhor apanhar por apanhar ou apanhar sabendo que também bateu? Ninguém nuca vai ser isento de supresas ou do acaso. Mas é bom se sentir fortalecido por si só, sem uma proteção por fora. E se retirar significa exatamente isso: se fortalecer. Fazer uma mudança que não lhe pese na alma, muito pelo contrário...que a alivie.
Eu me escondi no lugar mais alto que pude para começar a extrair cada espinho que se transformou na minha casca. Porque por mais que ser um fruto espinhoso seja divertido, prefiro ser uma águia.

1 comentários:



Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


COMPARTIENDO ILUSION
FALEI

CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...




ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE CARROS DE FUEGO, MEMORIAS DE AFRICA , CHAPLIN MONOCULO NOMBRE DE LA ROSA, ALBATROS GLADIATOR, ACEBO CUMBRES BORRASCOSAS, ENEMIGO A LAS PUERTAS, CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER ,CHOCOLATE Y CREPUSCULO 1 Y2.

José
Ramón...

Postar um comentário