Eu amo você (L)

Tenho certeza de que você não vai ler, mas hoje...logo hoje, não podia passar em branco. Se há alguém nesse mundo que me faça ser sempre melhor, esse alguém é você. Se há alguém no mundo que me faça ter tanta vontade de provar meu valor, esse alguém é você. Se há alguém nesse mundo que me irrita tanto, esse alguém sem dúvidas, é você.
Aquele que embora nem sempre aprove as minhas decisões, sempre faz questão de me ajudar a conseguir o que eu quero. Aquele que as vezes perde a paciência comigo, simplesmente pq as vezes, eu sou errada demais. Aquele que não importa o que me aconteça, vai estar sempre do meu lado.
Sabe, não há homem no mundo mais perfeito que você, Gordinho. E é por isso que todos os dias eu agradeço muito a Deus, por ter me dado você como pai. Te amo muito, obrigada por tudo, você sem dúvidas, é o melhor pai do mundo. Mais do que eu mereço e muito mais do que eu sonhei. Amo muito, muito, muito você meu exemplo, meu espelho. Parabéns (L)

-
Feliz dia dos pais pra todos os pais :)

A saudade da última pessoa do mundo

Eu nunca aceitei a simplicidade do sentimento. Sempre quis saber da onde vinha tanta emoção, tanta loucura. Nunca respeitei a sua banalidade, essa coisa de simplesmente chegar e sem você se dar conta, aquilo se findar ali dentro.
Nunca entendi porque me escravizava por uma coisa que não tinha nem pé, nem cabeça e, que não me preenchia por completo nunca. Não existe uma explicação pra tudo isso. Simplesmente não têm começo, nem meio, nem fim. Quem dirá uma solução ou um motivo pra tanto.
Por falar em sentimento, me peguei pensando...não sinto falta do seu amor. Na verdade, como eu sentiria falta de algo que nunca existiu? Pelo menos eu não sei que cara o seu amor teria, que cheiro ele teria. Não existe fim pro que nunca teve começo.
Eu sinto falta é de congelar toda vez que você aparecia de braços abertos e com um sorriso largo. Sinto falta de não saber o que dizer quando você me surpreendia. Talvez fosse a vida, me mostrando que ela é mais poderosa que as minhas concepções de certo e errado. Ou talvez a natureza, me provando quem tem o poder sobre quem.
Eu não queria sentir tanta coisa. Eu acho besteira esse papo meloso de amor! Eu não vejo porque achar tanta graça nesse jeito estranho de dançar e nas piadas fora de hora que você conta. Eu não aceitava sentir tudo isso e, mesmo assim...era inundada por uma vida quinhentas vezes maior que a minha. Eu te amava por causa da vida e não por minha causa. E isso era lindo. Nós éramos lindos. Você era lindo.
Engraçado eu falar sobre você. Não me lembro de ter escrito algo sobre você. Escrevi sobre o cara que odiava o Brasil, sobre o que queria todas e sobre o que se sentia superior ao mundo, mas sobre você, juro que não lembro de nada. Justo sobre você, que é responsável por tanta coisa aqui dentro.
Eu sinto falta sabia? Não do seu amor, mas de como você me protegia. Sinto falta de lembrar que você me enxergava tanto, com esses olhos de cor confusa que sempre me acalmaram, que às vezes conhecia meus defeitos melhor que eu. E como eu gostava quando você dizia que amava até eles em mim.
Sinto falta desse jeito largado que não liga se está ou não com músculos enormes ou se está ou não bem vestido, mas que faz questão de ter sempre algo novo pra contar, seja sobre o que viu, o que leu, ou seja lá o que for.
Sinto falta de ter a segurança que você dava. Sinto falta de ouvir suas loucuras, de te contar as minhas. Sinto falta de ter a certeza de que conheço tudo, incluindo o mais oculto de você e vice-versa. Não, não sinto falta só de tudo isso. Sinto falta de tudo isso, adicionado ao mistério que era amar a última pessoa do mundo, que eu amaria.
  • Eu tava loonge daqui né?! Prometo que vou ter mais frequência! :)